sexta-feira, 19 de novembro de 2010

London faz feliz!

Ah como é bom ir a Londres. Faz tão bem pra pele... Em nível de jornalista, fui fazer um programa cultural com Maria Fernanda e Juliana. Visitamos o The British Museum, o National History Museum e o bairro de Candem Town.
Tirando o frio que, pra variar, estava de matar e o meu cansaço (na noite anterior eu fui rodar a saia numa festa latina e chegamos tarde da madruga em casa), foi tudo muito bom.
Os museus são gratuitos (ótimo) e gigantescos! Faz muito tempo que eu não vou a museu no Brasil mas que eu lembre poucos são grátis. Aliás no Brasil tudo que é bom (e instrutivo) custa caro: livros, museus, cinemas, teatros, etc etc etc. O British apresenta muitas peças e obras de todos os continentes, como esculturas de Roma Antiga, a pedra da Rosetta e múmias, que foi o que eu mais gostei.



Estas somos nozes

Eu sou muito abençoada por Lord Ganesha




Afrodite, a Deusa do Amor



Dali fomos pra Candem Town. A famosa feira, acredito eu, acontece no sábado, porque não tinha aquele movimentão que todo mundo fala. 







Tinha algumas barraquinhas vendendo bugigangas, outras vendendo comida chinesa, árabe, marroquina, espanhola, mas óbvio encontramos uma gente muito doida, com 321 piercings até na pupila do olho, um loco metido a Bob Marley que começou a cantar (leia-se berrar) perto de onde almoçávamos (me senti na Jamaica), uns ingleses só de manga curta enquanto a gente batia queixo, mas nada muito anormal...

A profundidade do metrô de Londres é impressionante. Subindo...

Descendo...

Saindo de lá, fomos pro National History Museum, que eu achei muito mais legal que o primeiro. Quando a gente saiu da estação damos de cara com uma pista de patinação no gelo! Nossa muito lindo, em volta todas as árvores ja estavam com pisca piscas, a iluminação da pista era divina, juro que fiquei emocionada! Parecia cena daqueles filmes americanos. Foi a primeira vez que senti o clima de Natal por aqui (aqui em Brighton ainda não tem nada - super atrasados) e como ele é muito diferente do que estou acostumada, realmente me remeteu aos filmes. Tudo tão perfeito e romântico....



National History Museum ao fundo

Aterrizando novamente no planeta Terra, o National History Museum é dividido em 4 zonas que apresentam desde dinossauros, vida marinha, plantas, animais, corpo humano, vulcões, catástrofes naturais, todos os tipos de vida na terra e até fora dela, rsrs. Olha uma coisa que eu fiquei feliz é que, pra quem conhece o Museu da PUC em Porto Alegre, a versão brazuca não deve nada pra inglesa. No museu da PUC existem muito mais coisas interativas, bichos vivos, mais coisas pra se fazer. É  uma pena que pra entrar tenha que pagar, coisa que não é necessária em Londres. São estes detalhes que nos fazem perceber a importância que um povo dá para a cultura.

Esqueleto de um dinossauro

Retardo mental

O bicho estava em tamanho natural, se mexia e urrava!!



Minha fantasia para o próximo carnaval


Antes de voltarmos pra Brighton, fomos dar uma voltinha pela Oxford Street e Picadilly Circus, e vimos mais uma parte da cidade toda trabalhada pro 25 de Dezembro. Olha eu nunca dei muita bola pra Natal, prefiro Reveillon, mas juro que vivenciar a experiência de ter um Natal em outro continente, com clima frio e decoração lindissima é muito, mais muito legal!!










2 comentários:

Rosangela disse...

Nossa amiga, tudo muito lindoooo!!!!

Filipe disse...

Entrar neste blog me faz sentir que estou ai na Inglaterra, aprendendo junto com vc.

Postar um comentário